President’s Day 

Hoje foi feriado em LA. Comemorou-se o President’s Day numa alusão aos presidentes George Washington, que nasceu a 22 de Fevereiro, e Abraham Lincoln, nascido a 12 de Fevereiro. Como em tudo nos EUA, cada estado reivindicou durante anos a celebração do “seu” presidente, ora Washington, ora Lincoln, ora outros, e a efeméride acabou por tomar nome consensual de “President’s Day” por questões comerciais nos anos 80, acabando por ser oficializado pelo Congress of the United States como um state holiday na terceira 2ª feira do mês de Fevereiro.

Para ser sincera, não dei por nada desta celebração. O dia decorreu normalmente e, como não costumamos ver televisão aqui em casa, não notámos absolutamente nada de diferente (para além de uma pequena afluência de trânsito no regresso a casa de um fim-de-semana prolongado).

Hoje foi dia de tomar decisões. Tivémos uma reunião com o Professor Gregory ao almoço e muitos novos projectos se avizinham… Meaning: work, work, work! Sobre os estágios, parece que também já estamos mais decididos. Quanto a mim, irei fazer dois estágios e não um e em princípio começo Terça-feira (“hoje”).

Durante a tarde voltámos a Beverly Hills e no caminho de casa acabámos por tomar um expresso numa das únicas pastelarias portuguesas existentes em LA, o Natas Pastries, onde conhecemos a D. Fátima e uma outra portuguesa que vive em LA há quase 17 anos.

Conclusões do dia de hoje?
– Sopa de pacote pode ser hediondamente má. Cozinhar compensa;
– Ir a uma pastelaria portuguesa em LA antes da hora do fecho pode resultar numa enorme frustração por não conseguirmos encontrar UM ÚNICO pastel de nata na montra;
– Andar às compras, para os americanos, é também um momento propício ao engate;
– Ir ao centro comercial em LA não é sinónimo de encontrar muitas lojas de roupa femininas, mas de encontrar tantas lojas de roupa femininas quanto masculinas (ou mais!);
– Antes de fazer um pedido no restaurante, referir que é “non hot” ou “non spicy”, senão terão mesmo de pedir uma bebida das grandes para apagar o fogo interior;
– Pagar o estacionamento num centro comercial em LA é sinónimo de amusement: para além de uma televisão com vídeos demonstrativos e promocionais, vão ter também música ambiente, máquinas de café e refrigerantes, meia-luz em tons quentes, smoke area and so on…
– O ordenado mínimo na Califórnia estabelecido pelo Governador-negger é de mais de 8 USD à hora, o que poderá significar um amount de 1500 USD ao final do mês… o que faz da Califórnia um dos estados mais bem pagos dos EUA.

Até breve!  Bjs***

Anúncios