Tagged: Aventura Toggle Comment Threads | Atalhos de teclado

  • CarlaOliveira 1:23 on 12/09/2010 Permalink | Responder
    Tags: Arriscar, Aventura, Corfu, , Grécia, ,   

    E tu, arriscavas? 

    Se por acaso do destino as tuas férias marcadas a dois ficassem sem efeito para a tua companhia, ias na mesma? Sozinha?!

    Não querendo parecer preconceituosa, o factor “género” aqui tem um certo peso. Pelo menos para mim teve… Se para um homem ir de férias sozinho pode parecer uma decisão fácil e até algo comum, para uma mulher a  falta de companhia pode revelar-se um grande entrave mental… Falta um sentimento de segurança, de apoio e de confiança nem sempre fácil de superar. É um desafio.

    Sim. É isso mesmo, estou prestes a abrir um novo capítulo na minha vida, desta vez na ilha de Corfu, na Grécia. A viagem estava marcada, os dias estavam tirados, as expectativas estavam lá em cima e a vontade de me superar falou mais alto. Quais medos? Quais inseguranças? Qual zona de conforto? Parar é morrer e abdicar seria dar força ao fracasso da vontade, perpetuar o conformismo e fechar-me com os meus fantasmas interiores.

    Não! O caminho é em frente e estas vão ser as minhas primeiras férias sozinha. Sete dias para conquistar uma ilha, apanhar sol, passear, tirar umas fotos, dar uns mergulhos, conhecer pessoas e experimentar coisas novas, novos mundos, nova cultura. Aos medos, vou guardá-los na mesma caixinha do juízo e da razão pois sei que serão bons conselheiros para tomar boas decisões. Confio em mim e no meu discernimento, na minha capacidade de avaliar o correcto e o inconsequente e reconhecer os riscos e os perigos. Por essa razão sei que tudo vai correr bem e conto voltar uma mulher mais forte e confiante. Menos medrosa, diria! E quando isso acontecer vou olhar para este post e ver que os medos e inseguranças não passavam de argumentos infundados que insistiam em se acomodar na zona de conforto da minha cabeça. E vou orgulhar-me de ter arriscado.

    A todos os que me apoiaram e deram força à minha decisão, o meu obrigada. Aos restantes, espero poder provar que arriscar é superar-nos e que vencer só é possível quando arriscamos.

    Vou partir na Terça feira à noite. Wish me luck!!!

     
  • CarlaOliveira 1:38 on 09/04/2009 Permalink | Responder
    Tags: Aventura, , , ,   

    Uns dias depois… 

    Têm sido inúmeras o número de janelas que têm piscado no meu telemóvel, messenger, gtalk  e facebook para saberem, afinal, como eu estou depois desta aventura em L.A. A minha resposta é tão-somente uma: não sei!

    Não me sinto mal e ainda não deprimi… A vida tem andado demasiado agitada e ocupada para poder ter tempo e espaço para pensar e sentir saudade, mas já é tempo de sentir falta de algumas coisas…

    A primeira noite foi a estranheza total. Abri os olhos e de repente senti-me como se tivesse sido raptada aliens e tivesse acordado num ambiente estranho. Ao segundo pestanejar claro que vi que havia ali algo de familiar… Talvez o facto de aquele ser o meu quarto de há mais de 10 anos!!! LOL. O dia passou num ápice e quando voltei a pôr a mão na consciência, afinal era a caixa das mudanças e eu estava a guiar para o emprego… Já era “o dia seguinte” e eu não tinha uma caixa automática!

    Podem ver que a dimensão de tempo ainda está um pouco conturbada visto que não consigo adormecer antes de raiar o sol, estou cansada durante o dia e desperto ao cair da noite.

    Tanto que tenho sentido, tanto que tinha para dizer.. Acho que ainda tenho “um pé na galera e o outro no fundo do mar”, como dizia o Jorge Palma sobre o nosso Portugal. E entre o limbo do que tenho vivido, deixo só uma história (in)significante: Ao chegar ao aeroporto, onde exigi que tomássemos um expresso, o empregado abeirou-se de nós e perguntou se sabíamos o horário do estabelecimento. Respondi que não. Olhei para o relógio (23h45) e perguntei: “é à meia-noite?” E ele respondeu: “Sim!” E eu de caminho: “Ah, então a boa notícia é que ainda temos mais um bocadinho”. E ri-me.

    Se estivesse na Califórnia, este meu comentário estava a habilitar-se a eu ter de gramar com o rapaz o resto da noite por me ter metido com ele a brincar e estar a demonstrar estar a gostar de estar ali. Em Portugal valeu-me um olhar indignado como se tivesse faltado ao respeito do moço. Não me senti bem-vinda naquele espaço, naquele momento. Mas se há conclusão que tiro desta viagem e desta aventura é que não é local, mas as pessoas que tornam as coisas importantes para nós. 

    Parece que ainda oiço a voz da Mafalda no carro comigo há uns meses: “isto é um exagero!” E depois, há umas semanas: “Isto é tão pequenino”… Nem mais! Acho que na minha cabeça se digladiam agora a vontade de ser insignificância no exagero ou afirmação na pequenez. Concluo que o Ser Humano, como em tudo, vai pelo que mais gosta. E gosta do mais seguro porque lhe é mais confortável. Acho que o GOSTAR implica então três processos: arriscar, adaptar e aproveitar. Arristar para ficar perante uma situação nova (insegura); adaptar porque esse é o processo de crescimento e de criação de novo “conforto” para nós; e aproveitar para grangear novas memórias que possamos recordar como boas.

    Gostamos do que nos dá conforto porque o nosso conforto é o reflexo do nosso bem-estar. E o nosso bem estar é a soma de todas as coisas que nos fazem felizes. E a felicidade é o fim último da nossa existência.

    E assim cheguei. Cheguei a um Portugal onde as autárquicas já começaram. Onde abriu um novo canal de televisão. Onde as revistas passaram a oferecer produtos de styling. Onde eu sorrio no elevador e me sorriem timidamente de volta e baixam logo os olhos comprometidos. Onde os tipos dos Volkswagen’s Golf pretos (ou os dos Seat’s Ibiza) se metem à socapa à nossa frente. Onde o carro vai a baixo quando estamos na A5 a ouvir música aos altos berros. Onde a portagem se paga. Onde encontro as caras que me compreendem. Onde estudo. Onde trabalho. Onde estão as pessoas que amo. Onde nasci. Onde estou. Onde vou ficar…

    … pelo menos por enquanto 😉

     
    • NSilva 12:25 on 09/04/2009 Permalink | Responder

      Das tuas dissertações sobre saudade: nada a dizer.

      Quanto aos fusos horários, sugiro uma bela noitada em branco, c direito a directa, só indo dormir mesmo na noite seguinte. O resultado vai ser um cansaço tal (e uns neurónios a menos) que vais adormecer bem nessa noite e depois, tlvz já entres no ritmo: sol/acordar; noite/dormir.

      Uma nota ao “por enquanto”: Significa “Hoje soube-me a pouco, hoje soube-me a pouco?” 😉

    • Zorze 11:45 on 10/04/2009 Permalink | Responder

      Tens de te manter acordada o dia todo até ocorrer o ocaso do sol. Como te manténs acordada o dia todo? Vinga-te “no café” que não bebeste nos USA. Lembra-te, andar a dormir ao volante é perigoso!!! Conduzir com mudanças manuais, é muito mais divertido, não é. Na minha opinião sim, para mais poupamos um pouquito o ambiente, mas só um pequeno pouquito.
      Quanto à história insignificante, fica: O empregado tinha de ir para algum lugar mais interessante (a noite numa discoteca, casa, ou mesmo estudar), sempre é mais divertido e estar a trabalhar para aquecer após hora do expediente não dá sustento quer á carteira quer à mente…sustento somente ao chefe.
      Quanto ao indivíduos que se põem a socapa à nossa frente…estão com uma Emergência… estão atrasados porque adormeceram ou tiveram as tarefas domesticas do dia à dia… esses jamais aprenderam, o cérebro já está formatado, já os Homens letrados criticam estás atitudes (Que raiva eles me dão, porra somos latinos… ). Mas só com o tempo é que muda. Dou o exemplo das passadeiras à quinze anos ninguém parava, actualmente uns 60% dos condutores respeita o Sr Pião ou o animal Zebra.
      Quanto às portagens… alguém têm de pagar a sua manutenção, existem alternativas quer estradas sem portagens, quer em transportes públicos (estes sim deviam ser mais eficientes). O estado não é mealheiro por conveniência…critico todos que fogem aos impostos e exigem mundos e fundos do estado. O estado tem uma função económica e social. Refiro-me às parecerias económicas que trazem riqueza para o pais (subsídios para novas empresas, Infra-estruturas colectivas, entre outras).
      Quanto às afirmações finais, só tu podereis sabes. Com tempo encontrarás a resposta.
      Gostei do parágrafo do “ser humano” não tem direitos de autor, pois não.
      Um grande zinho e boa Pascoa para ti e para aqueles que acabaram de ler o comentário.
      Eh, Eh

    • Carlita 14:16 on 10/04/2009 Permalink | Responder

      Welcome back!

      …e ainda não repus as horas de sono. Nunca pensei que fosse tão complicado!

      Escolheste as palavras certas: guiar com manuais é mais divertido porque tem mais emoção. Com automáticas é mais confortável, porque não cria adrenalina. Se me perguntas o que preferia.. acho que preferia poder escolher dependendo do momento, LOL.

      Quanto às portagens… era apenas uma constatação. Eu sei que pagamos impostos e muitos ptgueses dizem que esse valor devia cobrir essa manutenção, mas para isso era necessário que essas verbas não fossem canalizadas para outras áreas de intervenção, por vezes mais importantes.

      O facto de o senhor do café reagir assim não é por ser uma vítima de “exploração”. Aliás, se pensarmos pelo lado profissional, o que ele fez até nem foi mto correcto para com os clientes. Ele pode ser uma vitima da circunstância em que se encontra, isso sim, seja por querer discoteca ou ir estudar, mas isso não justifica a forma como reagiu. Isso justifica-se com a predisposição dele que não era nem positiva nem alegre. Já na Califórnia costuma ser (pela minha experiência).

      Lol, não, o p. do Ser Humano não tem direitos de autor 😛

      Boa Páscoa, então! Bjs***

    • Carlita 17:04 on 10/04/2009 Permalink | Responder

      Ah, e NSilva…

      Sim, nem mais… e pegando nas palavras do próprio SGodinho te digo:

      “e olha, não dá para contar mas sei que tu sabes daquilo que sabes que eu sei
      E com um brilhozinho nos olhos ficámos parados depois do que não te contei”…

      Bjs 😉

  • CarlaOliveira 1:16 on 06/04/2009 Permalink | Responder
    Tags: Aventura, , , ,   

    Então até já!!! 

    Amigos, a ânsia atrpela-me os dedos e a verve… Neste momento, torna-se difícil escrever o que quer que seja, LOL. Não é momento para balanço, isso deixo para depois, mas sim para dizer… Aqui vou eeeeuu!!!

    Estou de saída do apartamento para fazer check out. Ainda temos de ir entregar o carro e só depois irei embarcar em LAX. Muitas horas de viagem me esperam, mas de uma coisa tenho a certeza, vou ter muitas saudades disto!!! Porque “as coisas vulgares que há na vida não deixam saudade, só as lembranças que doem ou fazem sorrir”. E esta foi uma aventura plena dessas lembranças… Ambas.

    Antes de desligar, deixem-me dizer-vos que só consegui concluir metade das coisas da check list… But really, who cares?! I’m flying back to Portugal 😉 Ah, mas ainda tive tempo de fazer um txim-txim com o Pedro e a bela da margarita (sou fã!):

    dsc003292

    Agora, a quem ainda não se deitou: mas o que estão a fazer acordados a esta hora?? Tenham uma boa noite 😉

    A quem acabou de chegar agora ao trabalho: Desejo-vos um dia fantástico. Dentro em breve encarrilarei convosco nessa rotina 😀

    A quem veio aqui por estar ansioso que eu chegue (sim, mãe, esta é para ti, LOL): Pronto, pronto, já falta pouco, por esta hora já devo estar a chegar a Heathrow… É só mais um bocainho.

    E por falar em Heathrow, neste momento deixo-vos com esta mensagem e um graaaande e ansioso “ATÉ JÁAAAAAAAAAA”.

    Beijossss

     
    • Zorze 5:40 on 06/04/2009 Permalink | Responder

      Happy memories never wear out…. relive them as often as you want.

    • asiram85 9:25 on 06/04/2009 Permalink | Responder

      Já devo ir tarde mas, de qualquer forma, BOA VIAGEM =)

      Para nós não vai ser “até já” buaaa :´( Mas conto ver-te em breve, fofuxa!!

      =)

    • adilia oliveira 11:39 on 06/04/2009 Permalink | Responder

      Já me faltam as palavras, o apetite,a vontade de fazer seja o que for……só quero que o tempo voe!

      São umas horas longas, mas, vai ser muito bom abraçar-te mais logo.

      E guarda especialmente as boas memórias!! AS menos ajudaram-te a aperfeiçoar o teu ser !

  • CarlaOliveira 4:46 on 31/03/2009 Permalink | Responder
    Tags: Aventura, ,   

    Mais um carro de aluguer… 

    Ainda não vos contei que tivemos de mudar de carro mais uma vez. Sim, contaram bem, já é a QUARTA vez que trocamos de carro desde que o alugámos há 7 semanas atrás. Porquê?! Bem, cá vai…

    Desta vez o problema foi um furo no pneu. A ironia do destino é que nada disto teria acontecido se a nossa querida Sarah – o GPS – não se tivesse “enganado”…

    Estava eu e a Mafalda a caminho de casa quando decidimos parar para fazer umas compras no supermercado. Pusemos a morada e lá fomos nós. Quando lá chegámos, percebemos que o GPS tinha um registo incorrecto. Na verdade, não tínhamos chegado ao nosso Supermercado, mas a uma farmácia (que aqui na américa parecem um supermercado, é verdade, mas que vendem drogarias e medicamentos NSRM). Lá mudámos para a morada correcta e fizemos nova viagem rumo ao destino desejado. Quando lá chegámos eis que “pfffffffffffffffffffffffffffffffffffffff”. Furo no pneu.

    Determinadas e enfrentar as ferramentas e armadas em mecânicas*, lá saímos do carro, fomos à bagageira. Roda porca, solta parafuso, tira encaixe e já de macaco em punho, gira, gira, gira e lá empoleirámos o carro em três rodas… Estava escuro e o parque de estacionamento de repente tinha ganho um ar assustador e desabitado. Quero dizer, desabitado se não contarmos com os seguranças que se tinham encostado a olhar e um jovem transeunte que passava.

    Era baixo, moreno, magro e coleccionava tatuagens e cicatrizes na cabeça rapada. Na testa, exibia a sua grande nódoa negra, fruto de um Mercedes Benz que tinha espatifado na semana anterior. Culpa do outro que não parara no semáforo. Na boca tinha um cigarro de enrolar que tresandava. Mas foi exactamente este rapaz que interrompeu o seu caminho para ir ter com a “finacee” e nos veio ajudar… Em menos de 10 minutos tínhamos o pneu mudado (com a ajuda dos seguranças que entretanto resolveram aproximar-se com uma lanterna para iluminar e cenário).

    Como diz a minha mãe, “as iludências aparudem”. E como diz a minha mãe também, “eu tenho uma estrelinha”. E é mesmo verdade!!!

    Nos “finalmentes”, agradecemos ao moço que seguiu o seu caminho dizendo que se fosse a sua irmã ou a sua noiva na nossa situação, gostava que tivessem tido a mesma atitude com elas. Eu e a Mafalda olhámos uma para a outra pensando: “desta já nos safámos” seguido de um “ainda bem que fizémos seguro“.

    Ah, mas porquê a “ironia do destino”?? É que hoje, por acaso, parámos naquela mesma Farmácia que o GPS nos tinha indicado primeiro e não é que também vende mercearias, pão e bebidas como um supermercado normal???!!! Rsrsrsr…

    Moral da história deixo-a para vocês.

    * PS – Afinal já não era a primeira vez que tal me acontecia… lembram-se do meu regresso de Milão?! Grande recepção que o meu “boguinhas” me fez…
     
    • adilia oliveira 9:36 on 31/03/2009 Permalink | Responder

      São assim as situações da vida real!!!!

      Mas quatro vezes a mudar de carro ……isso é que me parece anormal. Esses carros devem estar mesmo na reforma.

      E boa rodagem!!!! 🙂

    • NSilva 15:06 on 31/03/2009 Permalink | Responder

      Moral da história… Ahhhh…Hum… Good vibes get good vibes?

      Tinhas que gastar tempo, gasolina e um pneu p teres a certeza q os americanos, contrariamente ao q mt gente diz, até são solidários?

      Solidários e talvez… mercenários: 4 CARROS? Q mauzinhos!

      Bacci

    • Telma 15:57 on 31/03/2009 Permalink | Responder

      GOD BLESS AMERICA! Bring me a star 😉 I need one.

  • CarlaOliveira 4:03 on 31/03/2009 Permalink | Responder
    Tags: Aventura, Diamond,   

    I’ll check it for you 

    No Starbucks

    (…)
    – I’m sorry, men, is this Norah Jones singin’ ?
    – I don’t know. Just give me one minute and i’ll check it for you.

     

    Less than one minute later…

    – No, it’s not Norah Jones, it’s similar… It’s called Diamond. Here!

    (Dá-nos um post-it já com o nome da música e artista)

    dsc00341

    – Oh great!!! Thank you so much and have a pleasant evening!!!

     

     

    Dá para acreditar na rapidez e eficiência?! E sempre com um sorriso =) Assim fosse também (re)encontrar a música na Internet, é que gostei mesmo dela… Alguém conhece?

     
  • CarlaOliveira 5:15 on 30/03/2009 Permalink | Responder
    Tags: Aventura   

    A banha da cobra 

    – Hi! How’re you doin’?
    – Hi… Nós não falamos inglês…
    – Oh, you don’t speak English?
    – Não…
    – So, what languages do you speak? Español?
    – Yeah, a bit… Falamos Português.
    – Great. Are you guys alone?
    – Não, estamos à espera de uns amigos…
    – Are you together?
    – No, we’re straight…
    – Oh, don’t worry, I’m gay, but I’ve got some friends maybe you’d like to meet. Let’s go inside!
    – Oh, no, we’ll stay here waiting.
    – Oh, so you DO speak english…
    – Yes, we do.
    – Ahahh, I see…  And don’t you wanna go meet my friends? Maybe they’re your type… I’ll get you a drink!
    – We don’t think so…
    – Am I your type?
    – No. Look, actually we’re just here for a while to dance a bit with our friends.
    – Oh, great! So I’m going with you..
    – Oh, there’s our friend. We’re going away now. Bye.

     

    E lá ficou o moço, frustrando-se na sua tentativa de engate num bar gay.

     
    • NSilva 9:47 on 30/03/2009 Permalink | Responder

      Dá-lhes mulher! Mostra-lhes a raça da portuguesa! Assédio desesperado? Fraquinho, o moço…

    • rita 14:22 on 30/03/2009 Permalink | Responder

      Se calhar só queria ser vosso amigo tadinho! Mentes perversas! LOL

    • zorzevalente 23:55 on 30/03/2009 Permalink | Responder

      Que bom sistema ABS…mas sem um bom condutor não serve pra nada, né.
      Sem comentarios!!!
      Sem duvida que eram de boas familias… e bem intensionados.

    • Carlita 3:11 on 31/03/2009 Permalink | Responder

      Ahahah, eu até acreditaria no golpe das “boas famílias, da amizade e da boa intenção”, não tivesse sido: a mãozinha a bloquear a passagem, a proximidade excusada na conversa e a mentira a abrir o diálogo.
      Pfff, a sério, EU NÃO PRECISO DE SABER O QUE ACABASTE DE BEBER. SE ME QUERES PRENDER, CONQUISTA-ME, NÃO ME PRENDAS! E, come on.. MENTIR SOBRE A PPA SEXUALIDADE?! Em que mundo é que vives?!

    • adilia oliveira 10:09 on 31/03/2009 Permalink | Responder

      Olhó..Passarão !!!!!

      Lá vai o velho ditado pp « olho vivo e pé ligeiro »

      E…para ti , Aquele abraço mm de estalar o osso! 🙂

      até breve…..

    • Telma 16:14 on 31/03/2009 Permalink | Responder

      ahahahah Gostei.

  • CarlaOliveira 2:42 on 13/02/2009 Permalink | Responder
    Tags: Aventura, Polícia   

    Uma história com a polícia 

    Era uma vez…

    Três jovens recém-chegados a Los Angeles, a maior cidade do estado da Califórnia e a segunda mais vasta dos Estados Unidos, que sairam de casa em busca de uma loja para comprar um GPS.

    Pela primeira vez, pegaram no carro (também recém-alugado) e saíram à aventura com os mapas impressos do Google e uma boa dose de nervos  e emoção.

    Claro que esta história não podia acabar bem. Umas ruas atrás das outras, travessas e calçadas, sinais atrás de sinais, semáforo após semáforo foram palmilhados por estes jovens. Não foi preciso muito para perceberem que estavam perdidos no meio da cidade. Aliás, já nem era no meio da cidade, era nos arredores. Ou algures. Aliás, em nenhures… e desesperavam por encontrar uma guiding light. Foram milhas e milhas percorridas entre ruas paralelas e perpendiculares, dignas de um Marques de Pombal megalómano a que se somou uma boa dose de desespero de causa. Afinal, já tinham passado mais de 3 horas perdidos no trânsito e os nomes das ruas repetiam-se a cada esquina: “já aqui estivémos”, “aquela não era a rua que ia dar a Melrose?”, “afinal Hollywood fica a norte ou a sul”, “ah, está ali o Valley!!!”, “é por aqui, é por aqui”, “não, não era por aqui…”, devíamos ter virado à direita ali”, vamos lá voltar… “, “tenho um feeling que é por ali”, “mas os aviões estão a voar ao contrário, afinal estamos para sul”… “Oh my God!!!!”.

    Na anagnórise desta história, quando o desespero os fez abrandar num qualquer semáforo ao fim de uma interminável rua onde não habitava viv’alma, eis senão quando… um carro pára ao seu lado. Voltaram o pescoço e escassos segundos bastaram até um frenético esbracejar de braços e um brilhozinho nos olhos os tomassem de assalto: era a polícia.

    Perplexos com o cenário, os dois polícias baixaram o vidro e escutaram a situação. “What are you doing here? Have you never been here before? So where are you from?”. Após o inquérito, acabaram por ligar o seu próprio GPS, tomar a guarda do caminho e escoltá-los até ao caminho directo a casa…

    Ao final da noite, quando já a fome e o sono os arrebatavam, uma surpresa esperava-os ao virar de uma esquina:

    A loja onde se comprava o GPS. “Isn’t it ironic, don’t you think?!”

     

    “Morais” da história:

    • Nunca andar de carro numa cidade desconhecida sem um GPS
    • Não confiar em “feelings”, muito menos nos masculinos
    • Nunca andar com o depósito à justa em LA
    • Nem sempre ter a polícia à frente é mau!

    MAS

    • Partir à aventura compensa, não só pela aprendizagem que nos proporciona, como pelas estrondosas emoções que nos faz sentir!

    Estou a adorar!

     
    • Vera Rodrigues 16:04 on 13/02/2009 Permalink | Responder

      ahahahah! brutal!! aposto que os feelings masculinos apontam, descaradamente para o Pedro.. não existes Pedro.. a esta distância e ainda fazes soltar gargalhadas imaginando esse teu ar com toda a certeza de que é por ali =) boas aventuras 😉

    • adilia oliveira 19:50 on 13/02/2009 Permalink | Responder

      Bem…qual GPS ao lado da porta!!! Vamos mas é conhecer a cidade!!!!…. Que belas gargalhadas se soltaram . ( no fim , pois então….) . Que acabem sempre bem as vossas aventuras. E que bela referência « P » na vossa casinha. Afinal P …..é para Portugalitos! Boas vivências e
      e cuidados à mistura…beijos ao trio à decoberta

    • meg 22:34 on 14/02/2009 Permalink | Responder

      Tudo ERRADO:
      1.anda-se sempre por sítios desconhecidos porque queremos conhecer mais e melhor…nunca nos perdemos só tentamos percursos alternativos para ter uma ideia mais completa do mundo
      2. a melhor maneira de encontrar um qq policia de trÂnsito é sempre para pedir ajuda…..mesmo que nao se precise
      3. Depósito cheio é uma regra básica mesmo na Europa…..ao contrário do que possam imaginar consomem exactamente o mesmo

      WAIT FOR ME please……………

  • CarlaOliveira 4:13 on 10/02/2009 Permalink | Responder
    Tags: , Aventura, , , Rodeo Drive   

    Day 2 with a smile 

    Olá, olá a todos!!!

    Muito obrigada pelos vossos comentários e por estarem aí tão atentos!!! Acreditem que me aquece o espírito e fazMe sentir bem perto quando a distância me diz o oposto. Mas vá, alegrem-se por mim =) o dia hoje correu bem e carrego um sorriso nos lábios. Já tenho Internet no meu pc apesar de me terem dito que são 10 USD por dia, ouch! Mas tinha que vos vir contar o quão fantástico isto é.

    Hoje vimos o condomínio durante o dia, é um luxo! Ah, e o jacuzzi e a piscina estão incluídos no preço, eheeh, não houve foi condições atmosféricas nem tempo para lá ir. Aqui chove e está mais frio que aí..

    Andámos a passear de carro durante o dia e deu também para dar um olho pela cidade. Duas palavras: BRU-TAL!!! Não fazem ideia… os edifícios falam por si: cada um marca a sua postura e identidade. Ora sério, ora rebelde, dá para perceber logo se é institucional ou se é entertainment ou uma loja ou, ou, ou… São uma relíquia que fala por si, nada de fachadas standartizadas e de blocos monótonos.

    A entrevista foi fantástica. Atendeu-nos uma senhora muito simpática que se rendeu logo ao espírito português. Quer-nos lá, mas só iremos decidir se sim ou não depois de termos ido a todas as entrevistas (btw, temos mais umas 4 até 5a feira…). Deixaram-nos ir à cozinha “and enjoy yourself” e a recepcionista não tem explicação, uma comédia uqe só fazia lembrar sitcoms! No final disseram-nos “adeus” e até deram dois beijinhos, eheheh.

    Depois, quando o Pedro foi à entrevista na Armani, eu e a Mafalda pesseámo-nos por Rodeo Drive. Absolutely awesome!!! Imaginem todas as melhores lojas que conhecem (e mais um monte delas que não conhecem) condensada num grupo de quarteirões soalheiros com tudo arranjadinho e a uma escala menor, mas mais vasta. Lindooooo. Com palmeiras de 5 em 5 metros onde até encontrámos um sítio para beber o nosso primeiro expresso!!! Um luxo. E o interior das lojas é um elogio ao bom gosto.

    Os carros?! De longe melhor do que um passeio domingueiro pela A5, LOL De Lamborghinis, UMMs, Chevrolets, Jeeps, Mercedes, Mercedes, Mercedes… enfim, acho que o requisito mínimo de circulação em LA é um montante avultado de metros quadrados de habitáculo e um símbolo de marca bem reluzente à frente!!! Acho que já vi mais limousines hoje do que no ano de 2008. LOL.

    Inspiração intelectual é que ainda não encontrei.. mas também ainda não lidámos com muita gente. Ah, encontrei uma daquelas maquinazinhas de venda de jornais na rua!  E outra com a venda do “Roteiro das Estrelas de Hollywood” que prometia moradas actualizadas de 90 em 90 dias. Ahahah.

    Enfim, um monte de aventuras para contar! Perfeito, perfeito só se não estivesse com dores de ouvidos da otite, se não estivesse fungosa do nariz e com uma vozinha estranha… Mas com uns anti-inflamatórios isto há-de ir ao sítio não se preocupem 😉

    Bem, chega por hoje. Agora vamos fazer o jantar, vamos considerar se ainda vamos conhecer o gym e amanhã teremos de acordar cedo para mais uma entrevista. Ah, e iremos mesmo alugar carro… parece que puxaram as pontas às ruas e as esticaram para os lados… They’re neverending streets! E amanhã já teremos também telemóveis…

    Tudo de bom para todos vós, vãoMe actualizando das novidades “socráticas”… dispenso “Freeports” e “Crises Económicas”, tá?

     

    Beijinhos, beijinhos!

     
    • Sandra Bessa 9:10 on 10/02/2009 Permalink | Responder

      Lindos! Fico mt contente de terem chegado bem e estou “roída de inveja” ( no bom sentido!!!)
      Divirtam-se e aproveitem estas semaninhas. Carlinha não te preocupes que a inspiração há-de chegar!!!

      Façam favor de nos manter actualizados, ah e já adicionei a pág, aos meus favoritos.

      Bjsssss e td de bom!!
      🙂

    • Sandra Bessa 9:15 on 10/02/2009 Permalink | Responder

      É VERDADE! Queremos saber novidades das entrevistas. O Pedro gostou da Armani??

      😉

    • Bruno Amaral 12:00 on 10/02/2009 Permalink | Responder

      Estou mesmo a ver as headlines: Obama espantado por ver Português tornar-se na lingua oficial de los angeles 😀

    • João Duarte 22:34 on 10/02/2009 Permalink | Responder

      Olá Olá,

      Cheguei ao vosso Blog através do Bruno (como não podia deixar de ser) e fico muito contente de ler os vossos olhares deslumbrados com a descoberta!

      Muita força para a vossa aventura e não se coibam de colocar muitas notícias. E sobretudo novidades das entrevistas!!!

      Boa sorte!
      João

    • Francisco 23:28 on 10/02/2009 Permalink | Responder

      10 USD * 30 days = 300 USD… Jazus. É bom que ponhas a render essa Internet, e por conseguinte, este berloque ! 😀 Sweet kiss…

  • CarlaOliveira 8:08 on 09/02/2009 Permalink | Responder
    Tags: Aventura,   

    Cheguei a LA 

    Olá a todos!

    Cheguei a LA e confirma-se: é igual ao que vemos nos filmes!

    A viagem foi muito cantiva e desgastante ao que somámos uma avaria no avião que nos custou duas horas de atraso e a antipatia das pessoínhas que nos atendem nas alfândegas. Do pior! Não foi simpático, não e implicam mais com as meninas, LOL. Londres é fria e silenciosa, pelo menos no areroporto.

    Ainda nõa conseguimos ver muita coisa poruqe chegámos ao anoitecer. Aqui chove, mas não está muito frio. A ideia que tenho do pouco que fiz é que é tudo muito longe de tudo e as coisas são todas pre-feitas, precozinhadas, pre-programadas, easy concept. Descobri que as moedas caíram em desuso e as próprias notas já são raras.  A água nos WC é aquecida e o papel das mãos sai automaticamente. As coisas são muito caras, mas há promoções =)

    Neste momento estou podre de cansaço e com os olhos turvos… mas não quis deixar de vos vir dizer que estou bem e expectante.

    Amanbã tenho duas entrevistas em Hollywood. (não, ainda não vi as letras, mas já passei nos Universal Studios!)

    Amanhã já devo ter Internet no meu pc. Por agora, monopolizei o do P., eheh. Um grande beijinho e votos de um bom início de semana para todos vós.

     

    Até breve,

    Carla***

    PS – o jantar foi… hambugueres

     
    • Telma 11:16 on 09/02/2009 Permalink | Responder

      yeeeeaaaahhhh! 😀
      Universal Studios uau! Traz-me dai um bonequinho da walt disney, gosto especialmente agora dos ultimos do Madagascar 😀

      Boa sorte para a entrevista. Espero ver as letras de HOLLYWOOD 😀

      Até breve!

    • Marisa 11:43 on 09/02/2009 Permalink | Responder

      Carluxa back to “terra firme”…ou ainda nas nuvens?

      “as coisas são todas pre-feitas, precozinhadas, pre-programadas, easy concept.” – parece-me muito bem…para quê complicar?

      Estás num filme, minha amiga, aproveita bem 🙂 California there you are!!

    • Marisa 11:44 on 09/02/2009 Permalink | Responder

      aaah e colo-me ao pedido da Telma e também quero um bonequinho…ou bonecão…é à vontade do freguês!

    • Carmo Mendes 15:19 on 09/02/2009 Permalink | Responder

      Hello…
      Fico feliz por terem chegad bem à capital das “Stars”.
      Uma grande semana para vocês e para ti em particular.
      Vou estando atenta às novidades.
      beijos grandes

    • Bruno Amaral 17:20 on 09/02/2009 Permalink | Responder

      Só agora encontrei o blog! O meu atraso é imperdoável, eu sei …

      Brilhante ideia, gostei muito! Vão ver que vai ser incrível 🙂

    • Mónia Torres 19:02 on 09/02/2009 Permalink | Responder

      Honey!!! Que bom que chegastes safe ‘n’ secure!!! lol Ao ouvir as tuas palavras, quase que me senti ai contigo, pelo menos por instantes…
      Não te preocupes que eu dou os recadinho todos, hehehe
      Bjocas

    • Francisco 23:24 on 09/02/2009 Permalink | Responder

      Mas que filme a tua viagem! Agora aproveita ao máximo dos máximos essa aventura nos estates. Nós por cá estaremos, atentos aos teus episódios
      Boa sorte honey 🙂

      *To be continued.. 😉

c
Compose new post
j
Next post/Next comment
k
Previous post/Previous comment
r
Responder
e
Editar
o
Show/Hide comments
t
Go to top
l
Go to login
h
Show/Hide help
shift + esc
Cancelar