Ipiranga: Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!

Detesto somar frustrações e sentir-me tão mal ao ponto de vir expô-lo aqui. Pode ser que a humilhação pública auto-infligida me faça acordar para a vida e perceber que sou a única culpada das minhas próprias limitações…

Desculpa, Carla, a tua incapacidade estúpida e amorfa que te mutila, aniquila e amordaça a cada dia que passa e da qual ainda não te libertaste.

Pronto, já passou. Agora segue lá a mesmice da tua vidinha… que se lixe a busca do sucesso e da perfeição que te completa e faz feliz. Se achas que estás bem assim, deixa-te estar.

Estúpida.

Anúncios