Cascais – Oeiras – Cascais

… em passeio pelo paredão!

Na nossa Madeira insular chamam-lhe Promenade. Com sotaque, há quem lhe chame Calçadão (cáu-çá-dâun), mas eu sempre lhe chamei Paredão e desde cedo que tem sido o palco dos passeios mais intímos e esclarecedores da minha vida. Um local de refúgio, um local de mágoa, de lágrimas, de saudade, de memórias, de alegria, de gargalhadas, de retorno à calma, de libertação, de corrida, de banhos…

Agora que penso, já foram tantas as emoções partilhadas com esse Atlântico que nos envolve…  As conversas que tive, as companhias, os amigos, as aventuras, os Verões, as horas de almoço à socapa da Escolinha Verde no Monte Estoril… Enfim. Eu e o Mar sempre nos demos bem porque eu sempre o soube respeitar. E assim acontece com tudo. Tudo está bem, não só quando acaba bem, mas quando nos sabemos respeitar.

Obrigada à Telma e ao João pela companhia.

Anúncios