Preciso de um novo título…

… minto. Preciso mesmo é de um novo ritmo de vida. Bolas, gostava de perceber porque é que o ponteiro do relógio nos atropela e o sol teima em passar por nós enquanto estamos fechados num qualquer escritório de um qualquer edifício, fechados nas nosssas vontades atafulhadas em listas de tarefas por riscar.

Desculpem-me. Sei que devia saber gerir melhor o meu tempo na vez de estar a tomar as culpas ao mundo. Aliás, se calhar devia era mesmo saber medir melhor as minhas tarefas. Ou será que devia ponderar antes sobre a minha resistência?! Whatever… a verdade é que o tempo não vai deixar de nos atropelar, mesmo quando nos estamos a questionar.

Preciso de um novo título. Este blog deixou de ser “um capítulo em L.A.” a partir do momento em que hoje senti a saudade bater forte dessa história que se escreveu a cinco mil e tal milhas daqui.

Estava eu na minha hora de almoço quando passei por um Starbucks. Claro que a vontade venceu a inércia e entrei para pedir um Café Americano, Tall, assim como fazia em L.A. Pensava eu que ia apenas saciar a vontade e recordar velhos tempos, mas nunca um Café Americano teve um sabor tão amargo. Um sabor a vazio. Um sabor a falta. Um sabor a eco. Talvez o eco da distância que me separa de LA, uma distância a que até agora eu tentava resistir. Simultaneamente estranho e familiar. Ou diria antes, familiar, mas estranho… E é incrível como antes tinha entrado naquele mesmo Starbucks em Portugal e a sensação era tão diferente do que foi hoje… Mas chegou a hora de assentar os pés na terra (se soubessem como detesto o sentido da palavra “assentar”…). A vida não pode continuar no limbo nem carregar consigo vontades que nos prendem a um passado. A vida está com o nosso olhar no futuro. É por isso que temos de acompanhar os ponteiros para que eles não nos atropelem e deixem ficar para trás.

Preciso de um novo título. Preciso de um novo ritmo. E preciso de um novo Café Americano. Tall!

(talvez se eu inverter a ordem dos factores a coisa corra melhor, não?!)

Anúncios